Hora do Código: saiba mais sobre este movimento

Hora do Código: saiba mais sobre este movimento

Base para o trabalho na área de TI, o conhecimento sobre programação e desenvolvimento de sistemas é fundamental para a construção de uma carreira. A profissão, no entanto, ainda é muito envolta em mitos de que é difícil e inacessível, que são poucos os que conseguem programar. 

O movimento Hora do Código, criado pela ONG Code.org, busca desmistificar essa ideia trazendo a programação de forma simples para próximo de toda e qualquer pessoa, em qualquer idade e com qualquer background prévio. Conheça mais sobre ele neste artigo.

Muitos profissionais da área, principalmente os mais experientes, foram autodidatas em seu início, tendo começado com pequenas ações de desenvolvimento de jogos e aos poucos avançando em direção a posições de suporte até chegar ao desenvolvimento em si.

Hoje em dia a área é muito mais abastecida de formação, é uma das mais promissoras e em crescimento do mercado e conta com diferentes tipos de cursos e formas de capacitação para tal atuação. Os cursos disponíveis variam em nível de complexidade e aprofundamento buscando atender a todas as fases de aprendizado dos profissionais de TI.

No caso dos cursos ofertados pela Escola Superior de Redes, já vemos um nível um pouco mais alto de conhecimento exigido para ingresso, uma vez que são voltados a pessoas que já estão estudando sobre programação há algum tempo e já possuem uma base maior.

Já a Hora do Código tem como público principal pessoas que não conhecem nada sobre programação, normalmente comunidades escolares de instituições participantes, e busca trazer noções básicas de código para mostrar que todo mundo pode aprender o beabá. Vamos conhecer mais sobre este movimento.

O que é a Hora do Código

A Hora do Código é um movimento global criado pela ONG Code.org que tem como principal objetivo ampliar o acesso ao ensino de programação e tornar mais popular entre os estudantes a Ciência da Computação. 

Por meio de eventos que podem ser organizado por qualquer pessoa ou instituição, escolas integram esse movimento e devem preparar seus alunos para participar dando uma introdução ao que vão ver por lá. São milhões de estudantes impactados todos os anos em mais de 180 países do mundo.

Em função do mito de ser uma área muito desafiadora, são poucos os estudantes que pensam em investir nela como suas carreiras. Muitos acabam entrando na TI já ao longo da vida profissional e aí pegam gosto e se desenvolvem, porém não é sonho da maior parte das pessoas em idade escolar.

Por isso, popularizar a Ciência da Computação e o ensino de programação faz tanto sentido para a Code.org e para todos os apoiadores do movimento.

Porque é importante falar sobre Ciência da Computação

O conhecimento sobre programação envolve algumas competências que são fundamentais no mundo tecnológico, conectado e globalizado em que vivemos hoje. As novas gerações já nascem imersas neste cenário e naturalmente, por terem mais contato com tecnologia desde pequenos, têm muito mais familiaridade para usar smartphones, notebooks e seus respectivos sistemas operacionais.

No entanto, não são todas as crianças que têm acesso a este tipo de realidade. Segundo dados divulgados pelo 2020 State of Computer Science Education – Illuminating Disparities, somente 47% das instituições de ensino escolar oferecem algum tipo de curso ligado à Ciência da Computação, o que mostra a dificuldade de acessibilidade a este tipo de conteúdo.

No Brasil a situação é ainda pior se levarmos em conta que nem as aulas básicas muitas vezes são ofertadas a depender da instituição. Assim, principalmente escolas públicas, que reúnem dezenas de estudantes com baixa renda ou pouco acesso à informação, podem aproveitar momentos como a Hora do Código para levar esse universo para a realidade dos alunos e ajudar a desenvolvê-los neste sentido.

Competências como raciocínio lógico, capacidade de resolver problemas e maior letramento digital são fundamentais para tornar os estudantes mais preparados para o mundo de hoje. E a Hora do Código, com acesso a informações relativas ao universo da Ciência da Computação, pode ajudar esses estudantes com o desenvolvimento destas competências.

Além disso, ter uma percepção mais aguçada para esses elementos mencionados anteriormente também contribui para o melhor aproveitamento das disciplinas de ciências, matemática, física e química, por exemplo, que são mais ligadas à ciências exatas e biológicas.

O desafio Hora do Código

Para colocar em prática todos os processos mencionados anteriormente são realizados eventos, que podem ser organizados por qualquer pessoa ou instituição, e que possuem duração de uma hora. Daí o nome do movimento Hora do Código.

Nos eventos são abordados temas e conceitos sobre Ciência da Computação com o objetivo de apresentar aos estudantes esta área do conhecimento e mostrar a eles todas as possibilidades que ela proporciona.

A ideia, segundo os organizadores, é mostrar que a Ciência da Computação pode ser divertida e criativa e que é acessível a todas as pessoas independente de qualquer coisa. Assim, pretendem fazer com que seja despertado o interesse nessas crianças e adolescentes para o desenvolvimento de carreira na área, impulsionando um aumento de matrículas em cursos relacionados e promovendo maior inclusão de gênero, orientação sexual, idade, etnia e credo dentro da área de TI, mostrando que não há restrições.

A Hora do Código já mudou a vida de alunos e professores, que passaram a ter um interesse muito maior pela área da programação e optaram por seguir esta carreira, e a cada evento novos profissionais são despertados para este campo. 

Os professores que acompanham os eventos também se tornam multiplicadores e podem passar a abordar a Ciência da Computação em suas aulas como uma possível carreira para motivar os estudantes.

Para a unificação do movimento, é realizado anualmente o Desafio Hora do Código, que é aí sim um evento global promovido durante a Semana de Educação em Ciência da Computação dos Estados Unidos (onde a iniciativa foi criada). Nesta ocasião, instituições de ensino de todo o mundo devem buscar engajar o maior número possível de estudantes e professores na realização das atividades de programação disponibilizadas na plataforma. Essa participação também poderá render prêmios para a escola!

Verifique as regras de participação na sua cidade e estado, consulte os órgãos responsáveis pela organização e venha fazer parte desta mudança de mentalidade com relação à Ciência da Computação! Conte com a ESR para oferecer apoio no que for possível, nossos especialistas ficarão honrados em contribuir com este movimento.

5 1 votar
Article Rating
Inscrever
Notificar
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários
0
Adoraria seus pensamentos, por favor, comente.x
()
x