[retornar] Retornar para Sala de leitura

Se você trabalha ou deseja trabalhar com redes corporativas, WAN, LAN, Internet ou qualquer tipo de rede de computadores, a Escola tem os cursos de que você precisa. Aqui você aprende a projetar e operar redes e equipamentos. Conte com a experiência

O download dos arquivos assinalados com o símbolo [cadeado]  é restrito a quem possui cadastro no website da Escola Superior de Redes.

Se você ainda não é cadastrado, clique aqui. O cadastro é rápido e gratuito. Se você já é cadastrado, clique no link Efetuar login no topo de qualquer página, à direita. Comece já a aumentar sua rede de conhecimento!

Áreas temáticas

Filtros

Redes Programáveis: Indústria e Academia
28 de outubro de 2005, 09:00

Apresentaçã dos principais desenvolvimentos relacionados à "Redes Programáveis"

gomes-antonio_redes-programaveis.pdf arquivo

Formato: Documento PDF (.pdf)

Tamanho: 665,1 Kb

Autor: Antonio Tadeu Azevedo Gomes

Publicador: RNP

Presencia-se atualmente a adoção em larga escala de redes IP por empresas e corporações não só para serviços de dados 'textuais' mas também para serviços tradicionalmente providos por redes 'dedicadas', como telefonia e distribuição de vídeo. A aceitação do IP como tecnologia de transferência para serviços tão distintos deve-se em grande parte à sua habilidade de prover ubiqüidade de acesso a esses serviços de modo independente das tecnologias de infra-estrutura subjacentes. Além disso, o serviço de transferência provido pelo IP, baseado em 'melhor esforço', permite o oferecimento de novos serviços de nível de aplicação em escala global de forma incrivelmente rápida.

Apesar da ampla adoção de redes IP, os requisitos impostos por novas aplicações podem muitas vezes, atravancar o desenvolvimento e implantação adequados de novos serviços de nível de aplicação. Esses requisitos podem demandar, por exemplo, mecanismos de sinalização específicos para reserva de recursos (com vistas à provisão de QoS), serviços de multicast confiável, ou a presença de elementos intermediários adicionais dos mais variados tipos (proxies, caches, filtros etc). O que se discute, tanto na Academia quanto na Indústria, é que a
arquitetura de rede em que se insere o protocolo IP precisa ser estendida ou modificada de modo a permitir a introdução rápida de novos serviços que dependam de requisitos aos quais o serviço tradicional de melhor esforço não pode atender.

O objetivo da palestra é apresentar os principais desenvolvimentos, tanto na Academia quanto na Indústria, relacionados à "Redes Programáveis". As "Redes Programáveis" foram propostas inicialmente na Academia como uma abordagem para a implantação rápida e flexível de novos serviços em equipamentos de rede (roteadores, switches e outros elementos intermediários). A idéia básica por trás de Redes Programáveis é permitir a 'injeção' de mecanismos específicos
impleme



Disponível na categoria: Administração e Projeto de Redes

Apresentado no evento: 11º Seminário RNP de Capacitação e Inovação

Relacionado ao assunto: rede

[retornar] Retornar para a listagem de arquivos