Blockchain e o futuro dos negócios

O mundo dos negócios está passando por grandes mudanças desde o advento da internet, cada vez mais empresas vêm se desenvolvendo não só em relação a entrega de produtos, mas na criação de serviços diferenciados que possam criar novas relações com seus usuários.

A Quarta Revolução Industrial vem ocorrendo através da transformação digital, e foi acelerada com a pandemia de COVID-19. Tecnologias emergentes e suas convergências, trazem um novo cenário global mudando a forma como interagimos com a tecnologia, fazendo os processos saírem do mundo físico para o digital, e criando relações híbridas para phygital.

Blockchain é uma dessas tecnologias emergentes, e se mostra fundamental nessas mudanças, assim como a internet foi importante para entrarmos na era dos dados.

Suas características ajudam a construir um ambiente integrador dentro desses novos modelos descentralizados e trazendo uma maior transparência, permitindo uma democratização de processos de negócios, governança e sociedade.

Nesse contexto, a Escola Superior de Redes organizou webinar gratuito para tratar do tema. A apresentação foi conduzida por Marcela Gonçalves, diretora de negócio da Multiledgers e profissional com mais de 17 anos de experiência na liderança de projetos de inovação, desenvolvimento de softwares e desenvolvimento de negócios, especialmente nos setores industrial e de gestão de TI. Desde 2018 ela é formada e trabalha com foco no uso de blockchain em negócios.

Gonçalves começa a apresentação dizendo que geralmente quando se fala em blockchain a associação às criptomoedas e o mercado financeiro costuma ser a primeira coisa que vem à mente. Contudo, no contexto atual, a tecnologia já está sendo estudada e utilizada com outras finalidades.

A revolução da informação e a crise de confiança

Muito se fala dos avanços tecnológicos nos dias de hoje, mas a revolução da informação que presenciamos hoje começou há mais de 60 anos, sendo a tecnologia que experimentamos apenas uma das faces dessa revolução”, afirma Gonçalves.

Ela salienta que a evolução da questão comunicativa é importante pois ela moldará os modelos de negócios futuros, a partir de uma mudança cognitiva, pois esses modelos precisam, necessariamente, pensar de forma digital.

Ao mesmo tempo, é preciso estabelecer uma relação de confiança e a questão da privacidade, que tem se tornado cada vez mais discutida, já era questionada em 1993 em capa da Revista Wired e através do Manifesto Cypherpunk

Com a primeira grande crise de confiança gerada a partir da grande crise financeira de 2008, intensificaram-se os estudos e tentativas de obter-se uma descentralização do dinheiro e, apesar do Bitcoin não ter sido a primeira delas, foi a primeira a conseguir destaque.

Em 2010 ocorreu a primeira aquisição de um objeto físico por meio de bitcoins: uma pizza, que inspirou o nome do evento, conhecido como Pizza Day

Como o código era aberto, a partir de então, outras criptomoedas foram criadas a partir daquela tecnologia que privilegiava a confiança, o anonimato e era a estrutura central das bitcoins: o blockchain – termo cunhado em entrevista da edição de 2015 da revista The Economist.

A revolução digital

As relações de comunicação intervém nas relações de negócios que são construídas”, destaca Gonçalves.

E com a construção de um novo paradigma de confiança, as empresas precisaram se adaptar a essa nova realidade.

A pesquisadora cita a frase do livro Sense and Respond: How Successful Organizations Listen to Customers and Create New Products, de 2017: “O ritmo da tecnologia está mudando o ritmo dos negócios e todos nós precisaremos nos adaptar”. 

O próprio advento das redes sociais é uma prova disso, mudando substancialmente a forma com que nos comunicamos uns com os outros através das várias opções disponíveis na rede.

Para definir as plataformas, Gonçalves cita o estudioso Silvio Meira: “Plataformas são camadas de infraestrutura e serviços associados a sistemas de governança que habitam múltiplos agentes a participar de redes de criação de valor em benefício próprio e do ecossistema”. 

As novas formas de negócio precisam se valer, essencialmente, de toda uma estrutura colaborativa, em detrimento do antigo modelo centralizado. 

A nova rede 

A partir de então, nascem novos protocolos, sendo o blockchain um deles, ao lado de outros como, por exemplo, TCP/IP, SMTP, HTTP, etc.

Ela teoriza que talvez o blockchain não seja necessariamente uma nova web, mas uma web paralela, pois a tecnologia ainda está em sua “primeira infância”, como as redes sociais estavam nos anos 90 e é da natureza do próprio futuro ter um aspecto de imprevisibilidade.

Tabela com Caracteristicas da Blockchain

Tabela com Beneficios da Blockchain

Todos esses aspectos influenciam em uma mudança de paradigma para os negócios, como a maior abertura, construção da comunidade e divisão de ganhos por todos os seus participantes.

“Se é pensado em um ‘maior vencedor’ no sistema de blockchain, há algo errado”, afirma Gonçalves.

Ela ressalta na expansão do uso blockchain do bitcoin para outras tecnologias os contratos inteligentes. Na definição de Nick Szabo, em 1996, “Um contrato inteligente é um protocolo de transação computadorizado que executa os termos do contrato”. 

A importância desses novos contratos está na possibilidade da criação de novos ativos, que antes eram exclusivos do meio analógico, e agora se expandem através da web. 

Blockchain - Casos de Uso

“A necessidade da tecnologia passa pelo entendimento de que você terá que compartilhar a informação”, destaca Gonçalves. 

A própria pesquisadora desenvolveu um Canvas sobre o Ecossistema Blockchain a partir dos seus estudos e experiências, como visto na imagem abaixo, com perguntas que devem guiar a construção de novos produtos através do sistema de blockchain.

"A necessidade da tecnologia passa pelo entendimento de que você terá que compartilhar a informação", destaca Gonçalves. A própria pesquisadora desenvolveu um Canvas sobre o Ecossistema Blockchain a partir dos seus estudos e experiências, como visto na imagem abaixo, com perguntas que devem guiar a construção de novos produtos através do sistema de blockchain.

Gonçalves também destaca, em modelo gráfico, uma estrutura de Camadas de Governança e destaca que todos esses pré-requisitos são essenciais na construção de um novo modelo de negócios: “É preciso ter uma visão do todo”.

Camadas de Governança - Blockchain

Ela destaca através de estudo realizado em 2018, as principais oportunidades que a tecnologia do blockchain e o novo paradigma de negócios apresentam.

Oportunidades - Blockchain

A partir daí a especialista dá uma série de exemplos de casos já usados nos negócios, citando diversas empresas, traçando um panorama completo da evolução do ecossistema blockchain e as influências diretas na mudança da economia.

Quer mais detalhes e acesso a esse conteúdo gratuitamente e na íntegra? Confira na o webinar sobre o tema realizado pela ESR.

0 0 votações
Article Rating
Inscrever
Notificar
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários
0
Adoraria seus pensamentos, por favor, comente.x
()
x