Mesa redonda virtual com os CEOs das redes acadêmicas da América Latina

09 Abr 14:00

Começamos o ano de 2020 com a apreensão e a incerteza de uma possível epidemia que surgia no interior da China. Com o passar dos meses a epidemia se espalhou globalmente sendo declarada, pela Organização Mundial de Saúde (OMS) em 11 de março a pandemia de Covid-19. Os países começaram a pedir à população que reduzisse a circulação para depois decretarem isolamento social, fechando comércios, escolas, faculdades e empresa. Neste cenário caótico, as empresas tiveram que acelerar os seus processos de transformação digital, movendo toda a força de trabalho para trabalhar de casa, ficando apenas os trabalhadores considerados como essenciais (saúde, segurança, mercado). Como as redes acadêmicas estão impactando e sendo impactadas por estas mudanças? Nesta mesa redonda foram convidados CEOs de algumas redes acadêmicas da América Latina para apresentarem as situações nacionais e o com o quê as redes estão atuando para ajudar os governos e ao ecosistema de ensino e pesquisa a continuarem a atuar com o mínimo de impacto possível.

PalestrantesBenedicto GarciaRedRUNBA - NicaráguaCarlos GamboaRedConare - Costa RicaFabíola Bezerra (Mediadora)RNPJuan Pablo CarvalloCEDIA - EcuadorLuis-Eliecer CadenasRedClaraMarco AntonioRAGIE - GuatemalaNelson SimõesRNP (Brasil)Paola ArellanoREUNA (Chile)

 Evento finalizado

Benedicto GarciaBenedicto GarciaRedRUNBA - Nicarágua

Benedicto García é o coordenador da Red RUNBA, a rede acadêmica da Nicarágua e director da Organização Tecnológica de Informação e Comunicações (Organización Tecnológica de Información y Comunicación - OTIC) da Universidade Nacional Agraria (UNA).

RedRUNBA (Rede Universitária Nicaraguense de Banda Larga) é um programa nacional acadêmico do Conselho Nacional de Universidades para Pesquisa e Educação de Nicarágua que conecta, articular e integra as universidades do Conselho Nacional de Universidades (CNU) entre si e com o mundo através de uma gestão eletrônica unificada, de ferramentas próprias e abertas, e infraestrutura tecnológica para contribuir com a melhoria, efetividade e competitividade da produção científica e acadêmica do país.

Rede Universitária Nicaraguense de Banda Larga / RedRUNBA www.runba.edu.ni/

Carlos GamboaCarlos GamboaRedConare - Costa Rica

Carlos Gamboa é engenheiro de computação, atualmente é coordenador científico da RedCONARE e professor do curso de engenharia da computação. Ele foi instrutor de Workshops de Análise Estatística e Visualização de Dados com R. Além disso, ele tem um papel como sub-coordenador do projeto FEES relacionado ao Big Data. Interessado em Pesquisa em Ciência de Dados, Big Data e Bioinformática.

O Conselho Nacional de Reitores (CONARE) é a nova rede nacional da Costa Rica, esta substitui a Rede Nacional de Pesquisas Avançadas, CR2Net, que funcionou de 2004 a 2006, como um consórcio de instituições interessadas em aproveitar as redes avançadas.

Red del Consejo Nacional de Rectores / RedCONARE www.conare.ac.cr

Fabíola Bezerra (Mediadora)Fabíola Bezerra (Mediadora)RNP

Profissional de Comunicação Social, com habilitação em Jornalismo, pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2009) e com Pós-Graduação em Marketing e Estratégias Digitais pelo Ibmec.

Faço parte da equipe de comunicação da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP), organização social responsável por prover acesso à internet de alto desempenho a universidades e centros de pesquisa no Brasil.

Juan Pablo CarvalloJuan Pablo CarvalloCEDIA - Ecuador

Juan Pablo Carvallo é o diretor executivo da CEDIA, a Rede Nacional de Ensino e Pesquisa do Equador e professor da Universidade de Azuay. Ele obteve seu doutorado em engenharia de software pela Catalonia Tech University em Barcelona, Espanha. Seus interesses de pesquisa incluem qualidade de software, melhoria de processos de software, arquitetura de sistemas híbridos e engenharia de requisitos, entre outros. Ele é autor de mais de 50 artigos científicos nas áreas de engenharia de software, arquitetura de software e engenharia de requisitos. Ele atuou como Presidente Geral e Presidente Científico em várias conferências internacionais e como revisor de várias revistas internacionais, incluindo IEEE Software, Melhoria e Prática de Processos de Software e Journal of Computer Science and Technology.

CEDIA é a Corporação Equatoriana para o Desenvolvimento da Pesquisa e da Academia, criada em 18 de setembro de 2002 no Palácio do Governo em Quito. Posteriormente, em 10 de janeiro de 2003, o Ministério da Educação e Cultura emitiu o acordo ministerial que aprovou seu estatuto, consolidando-a até hoje na cidade de Cuenca, província de Azuay, Equador.

Corporación Ecuatoriana para el Desarrollo de la Investigación y la Academia / CEDIA www.cedia.org.ec

Luis-Eliecer CadenasLuis-Eliecer CadenasRedClara

Engenheiro de Computação com estudos de pós-graduação em Economia, Telemática, Redes e Ciências da Computação com quase 30 anos de experiência no setor de tecnologias de informação e telecomunicações nos setores privado e público, o venezuelano Luis Eliécer Cadenas sempre se destacou por buscar ser um agente de mudança, crescimento e desenvolvimento de pessoas e organizações através das TIC. Nesse contexto, Cadenas teve um papel fundamental como cofundador, presidente e membro do Conselho Diretor da Rede Acadêmica Nacional da Venezuela, REACCIUN, da qual fez parte entre 1996 e 2000. Como presidente da Rede, buscou alinhar a organização, sua infraestrutura e recursos às necessidades das universidades e centros de pesquisa do país, desenvolvendo assim a primeira rede física nacional (financiada com fundos do Banco Interamericano de Desenvolvimento), conectando 17 universidades públicas, incrementando a disponibilidade de largura de banda para a comunidade científico-acadêmica e entregando um serviço estável e seguro.

A CLARA-Cooperação Latino Americana de Redes Avanzadas (Cooperação Latino-Americana de Redes Avançadas) é uma organização sem fins lucrativos criada em 2004 que desenvolveu e opera a RedCLARA, a rede avançada de Internet para interconectar as redes acadêmicas avançadas da América Latina entre si e com redes no resto do mundo. Até o momento, as redes acadêmicas conectadas à RedCLARA são de: Argentina - InnovaRed, Brasil - RNP, Colômbia - RENATA, Costa Rica - RedCONARE, Chile - REUNA, Equador - CEDIA, El Salvador - RAICES, Guatemala - RAGIE, Honduras - RedNESAH, México - CUDI, Nicaragua - RedRUNBA, Paraguai - Arandú e Uruguai - RAU.

Cooperação Latino-Americana de Redes Avançadas https://redclara.net

Marco AntonioMarco AntonioRAGIE - Guatemala

Marco Antonio Obteve seu doutorado na Universidad Galileo (Guatemala, 2016) através de uma colaboração com a Telecom SudParis, França. Ele recebeu seu mestrado em Gerenciamento de Telecomunicações pela Oklahoma State University (EUA, 2004), depois de ganhar uma bolsa Fulbright / LASPAU e anteriormente obter seu bacharelado em Engenharia Eletrônica , com pós-graduação em Redes de Computadores pela Universidade Francisco Marroquin (Guatemala, 2001). Na Universidade Galileo, Guatemala, é professor nos programas de engenharia desde 2000 e no programa de Mestrado em Ciências desde 2005. Ele co-fundou o programa de Engenharia de Telecomunicações em 2000 e também é o fundador da primeira graduação em segurança de redes (2008). Sua experiência abrange 18 anos em Tecnologias de Informação e Comunicação na academia e em ambientes corporativos. Atualmente, ele dirige o Laboratório de Pesquisa em Tecnologias da Informação e Comunicação (RLICT) da Universidade Galileo.

A Rede Avançada Guatemalteca para a Pesquisa e Educação é uma associação civil sem fins lucrativos constituída por universidades, institutos de pesquisa e outras instituições Guatemaltecas dedicadas à pesquisa e educação, que desenvolve projetos para a obtenção de seus fins através de redes e a exploração das telecomunicações.

Red Avanzada Guatemalteca para la Investigación y Educación / RAGIE www.ragie.org.gt

Nelson SimõesNelson SimõesRNP (Brasil)

Nelson Simões é diretor-geral da Associação Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP-OS), qualificada como Organização Social vinculada ao Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação para o desenvolvimento de projetos tecnológicos em redes avançadas de pesquisa e educação no Brasil. Como diretor-geral ele é responsável pela infraestrutura nacional de alto desempenho para comunicação e colaboração que engloba as 600 principais organizações brasileiras de ensino superior, pesquisa e inovação. Atuou como conselheiro do Comitê Gestor da Internet no Brasil, eleito como representante da comunidade científica e tecnológica, da Cinemateca Brasileira e de outras organizações. Foi diretor da Cooperação Latino-Americana de Redes Avançadas (CLARA), organização internacional responsável pela rede regional de pesquisa latino-americana. Ele é Engenheiro de Computação formado pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro e mestre em Políticas de Comunicação pela Universidade de Brasília.

A Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) é a infra-estrutura brasileira de rede avançada para colaboração e comunicação em ensino e pesquisa. Ela conecta mais de 250 instituições brasileiras entre si e com o exterior, tornando viável a interação entre pessoas e recursos através de aplicativos avançados. Além de interconectar todas as instituições federais de ensino superior e pesquisa, esta infra-estrutura, chamada rede Ipê, propicia um laboratório para o desenvolvimento de novos aplicativos e serviços de rede para benefício de suas organizações usuárias.

Rede Nacional de Ensino e Pesquisa / RNP www.rnp.br

Paola ArellanoPaola ArellanoREUNA (Chile)

Mestre em Administração de Empresas (MBA), Universidade do Chile e Engenheira de Pesca pela Pontifícia Universidade Católica de Valparaíso. Profissional com oito anos de experiência em gestão de negócios e mais de 15 anos em gerenciamento de projetos nacionais e internacionais. Desde 2005, atua como Diretora Executiva da National University Network Corporation, REUNA, enfrentando o grande desafio de fortalecer o uso de tecnologias e redes avançadas para o desenvolvimento da ciência e da educação no país. A colaboração e a articulação dos atores foram fundamentais para esse desafio e hoje não apenas as melhores universidades do país formam a REUNA, mas também os principais observatórios astronômicos e centros de pesquisa.

A Rede Universitária Nacional é uma iniciativa de colaboração universitária, conta com a única infra-estrutura tecnológica de redes avançadas de natureza acadêmica dedicada à pesquisa e ao desenvolvimento no Chile. Nasceu em 1992, com a criação da primeira rede universitária conectada à Internet, e em 1998 se potencia com a implementação de REUNA2, a primeira rede de alta velocidade da América Latina. Em 2000, se integra às Redes Acadêmicas Avançadas, mediante a conexão à Internet2.

Red Universitaria Nacional / REUNA www.reuna.cl

  • 09/04/2020 às 14h
  • Participação gratuita