3 dicas para se tornar um administrador de sistemas Linux!

Administrador de sistemas Linux

O sistema operacional Linux atingiu níveis sem precedentes de implementação em ambientes corporativos, de acordo com um estudo recente encomendado pela empresa SUSE, divulgado pelo Canal Tech.

As principais razões para a adoção do Linux incluem baixo custo total de propriedade (TCO, na sigla em inglês), maior desempenho e o desejo dos clientes de evitar a dependência de fornecedores.

Em mais de 30 anos após sua introdução no mercado, o Linux é hoje um software amplamente aceito e considerado seguro pela maioria dos ambientes de servidores corporativos. 

O estudo apontou que 83% dos entrevistados estão rodando Linux em seus servidores, e mais de 40% estão usando Linux como seu sistema operacional ou como uma das suas principais plataformas.

As aplicações mais populares executadas em Linux são banco de dados e inteligência de negócio, cada uma delas representando 17% do total. Servidores web (14%), sistemas de CRM (12%), armazenamento de dados (12%) e aplicativos personalizados/verticais (8%) também se destacam entre os mais executados.

Quase 60% dos participantes da pesquisa concordam que mudar para plataformas de software livre como o Linux garante que as organizações evitem a dependência de fornecedores. 

Outra pesquisa, compartilhada no site Softpedia, mostra um infográfico que explicita como o sistema operacional Ubuntu Linux é usado em todo o mundo. Desde usuários comuns às grandes empresas, são muitos os que usufruem dos serviços do sistema operacional livre.

A usabilidade desse sistema vai desde grandes empresas, como Netflix, PayPal, eBay, Bloomberg, Spotify e Sky, que usam o Ubuntu para executar suas operações de tecnologia global, às redes de satélite 5G da Agência Espacial Européia. Portanto, o Ubuntu está sendo usado em todos os lugares, incluindo carros autônomos, blockchain e todo tipo de robótica.

Em maio de 2020, o Ubuntu respondeu por 64,98% de todas as instalações do Linux, enquanto uma entrada genérica do “Linux” representa mais de 33%, de acordo com os dados do NetMarketShare.

Esses números demonstram que os sistemas de código aberto têm um lugar cativo no mercado, seja na iniciativa privada ou em instituições públicas, devido à excelente relação de custo x benefício para o cliente e também por causa da flexibilidade e versatilidade de aplicações Linux.

Isso resulta em um mercado ávido por profissionais qualificados para gerir sistemas e controlar infraestruturas para as mais diversas finalidades. O ramo é bastante receptivo para profissionais que conhecem bem o sistema e dominam certas áreas técnicas, envolvendo servidores, redes, entre outras.

Outro fato que comprova esse avanço são os dados do Relatório de Emprego da Linux, do ano de 2015, o Linux Jobs Report 2015. Nesse estudo a empresa aponta para como de fato os profissionais que têm conhecimento em configurações de servidores do Linux são mais valorizados e cobiçados pelo mercado de um modo geral.

Segundo o documento, para uma organização que deseja muito ter em seus quadros um dos melhores profissionais do ramo em matéria de Linux, o ideal é procurar dar meios para que este profissional se sinta bem e atraído pela ideia de permanecer.

Como se tornar um administrador de sistemas Linux?! 

1) Invista em capacitação

Para conquistar uma especialização no sistema Linux e se tornar um administrador desse modelo é importante procurar por capacitações que sejam referência no mercado.  

A ESR (Escola Superior de Redes) convidou o profissional Bruno Fagundes, Especialista em Segurança de Redes, que atua há mais de 15 anos na área de TI, para ministrar o próximo evento online gratuito da empresa: “Como se tornar um administrador de Sistemas Linux”, no dia 09 de setembro, às 10h. 

Em um bate-papo descontraído, os mediadores da ESR e o administrador de sistemas discutirão as maneiras práticas para alcançar esse objetivo e se diferenciar em um mercado tão requisitado. 

O webinar ainda irá abordar os principais desafios para iniciar uma carreira de Administrador de Sistemas Linux, além de discutir as atribuições e habilidades que esse especialista deve possuir.

Ao se inscrever você também fica por dentro dos conceitos básicos de funcionamento de um sistema operacional Linux e das principais distribuições disponíveis.

Inscreva-se gratuitamente aqui e dê início à sua carreira de administrador de sistemas Linux!

2) Seja um usuário Linux

O profissional responsável pela instalação, configuração e manutenção de sistemas Linux precisa ter habilidades avançadas em administração de sistemas operacionais Linux, o que é requisito também para outras funções mais avançadas na hierarquia do setor de TI de grandes empresas.

Ser usuário de Linux é uma excelente maneira de começar. Poucas pessoas possuem o hábito de utilizar sistemas operacionais Linux em seus computadores pessoais, se comparado ao Windows ou Mac.

Essa vivência acaba desenvolvendo uma bagagem necessária para se tornar um Administrador de Sistemas Linux. Ou seja, para ser um bom administrador, é preciso ser também usuário do sistema.

3) Entenda as responsabilidades de um administrador de sistemas Linux

Um profissional que opte por se tornar um administrador de sistemas Linux precisa dominar, sobretudo, as seguintes atividades:

  • Gerenciamento de usuários, grupos e processos;
  • Gerenciar os sistemas de arquivos e políticas de backup;
  • Administrar serviço de impressão;
  • Gerenciamento e monitoramento de logs de registro de eventos;
  • Instalação e configuração de uma rede TCP/IP e configuração dos serviços Internet.

______________________________________________

Como mencionado, a demanda por profissionais especializados em sistemas operacionais Unix/Linux é uma realidade no mercado de trabalho. Para exercer essa função, uma das principais exigências é uma capacitação completa na formação de administradores de sistemas, que reflita em um profissional com visão ampla desde a infraestrutura, configuração de sistemas em ambientes virtualizados e a utilização de containers.

No webinar da ESR, o participante entenderá com mais detalhes como  ingressar e se destacar nesta área. 

Se ainda há dúvidas se o evento online é para você entenda a quem se destina:

  • Profissionais da área TI que desejam conhecer e aprofundar o conhecimento nos sistemas Linux;
  • Profissionais de TI que atuam com sistema Linux e pretendem aperfeiçoar a configuração dos sistemas e ofertar serviços na internet de forma segura;
  • Profissionais de TI que possuem projetos ou atuam com virtualização de infraestrutura;
  • Profissionais de TI que possuem projetos ou atuam com gestão de infraestrutura e sistemas de forma ágil utilizando a metodologia DevOps.
  • Interessados/curiosos sobre o tema e sobre a área de TI

Abaixo você confere ainda outros motivos para escolher essa área de investimento, por meio de projeções que ela pode garantir à sua carreira tecnológica. Saiba porque é vantajoso se tornar um especialista Linux. 

Vantagens de ser um especialista em Linux

1) Segurança da informação como início da Carreira em TI

A questão da segurança está cada dia mais no centro das atenções do mundo da tecnologia e as empresas não param de contratar profissionais nessa área. Quem domina Linux tem uma grande vantagem para conquistar um bom emprego.

Isso porque muitos softwares de segurança, como os programas de simulação de ataque, de análise de dados ou de servidores web, são construídos com base em Linux. Sendo mais uma oportunidade para quem se torna um especialista em Linux com a ESR

2) Administração de banco de dados

Banco de dados é o centro nervoso de uma empresa, em analogia é como o coração de qualquer administração moderna. É no banco de dados que estão armazenadas as informações corporativas. Por isso, precisa ser cuidado por profissionais competentes e capacitados.

A questão é que boa parte dos bancos de dados atuais rodam com o sistema Linux. É o caso do PostreSQL e o MySQL, por exemplo. Como esses bancos de dados são muito populares, é comum encontrar empresas em busca de profissionais especializados em Linux para administrá-los da melhor maneira possível.

Um administrador de banco de dados realiza diversas atividades em sua rotina. Entre elas, gerenciar níveis de acesso dos usuários, desenvolver a documentação do sistema, testar e monitorar a performance do banco e analisar o desempenho dos servidores. Eis, portanto, outra vantagem de ser um especialista Linux. 

3) Atendimento ao cliente como carreira em TI

Com o desenvolvimento e a disseminação da internet, muitos programas de computador atualmente são vendidos na estrutura de cloud computing (nuvem). Dessa forma, as empresas ganham em escala e conquistam muito mais consumidores.

Para dar conta da demanda e prestar um serviço de qualidade, as empresas precisam oferecer um suporte altamente especializado a seus clientes.

Isso é bom para os profissionais de Linux. Muitos desses softwares que rodam na nuvem funcionam em servidores de base Linux. Quem conhece o sistema operacional tem muito mais facilidade em atender a demanda dos clientes e solucionar qualquer problema que possa chegar até o suporte, tornando-se mais uma vantagem competitiva. 

___________________________________

Agora que você conhece ao menos 3 áreas que estão ligadas a esse sistema operacional revolucionário, só falta começar a sua especialização e ir para o mercado preparado. 

Seja um especialista em Linux e garanta novas oportunidades de mercado para 2022. Clique aqui e assista gratuitamente ao webinar sobre o tema da ESR! 

Webinar “Como se tornar um administrador de sistemas Linux”, com Bruno Fagundes

0 0 votações
Article Rating
Inscrever
Notificar
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários
0
Adoraria seus pensamentos, por favor, comente.x
()
x