O que é inteligência artificial e como ela é a aposta do presente

inteligência artificial

Faz algum tempo que pensar no futuro se desconectou da ideia de carros voadores! Se antes os filmes futuristas de ficção-científica previam esse como o cenário tecnológico mais avançado já visto, os dados digitais, inteligência artificial, machine learning, entre outras facetas do mundo em nuvem provaram outra coisa. 

Primeiro, que o futuro já é agora! Temos mais dados gerados, armazenados e compartilhados do que nunca e entender como gerenciá-los faz parte de um dos desafios do “agora”

É nesse contexto que a Inteligência Artificial se desenvolve a cada dia e oferece uma oportunidade de avanços incríveis para os próximos tempos, além de uma excelente área de atuação profissional. Algo que você confere ainda nessa leitura.

Afinal, você sabe o que é Inteligência Artificial? Continue pelo guia prático sobre esse assunto para descobrir.

Você vai encontrar: 

  • O que é inteligência artificial?
  • Dúvidas frequentes sobre Inteligência artificial 
  • Qual a relação entre Inteligência Artificial e Ciência de Dados? 

O que é Inteligência Artificial? 

Inteligência artificial, IA ou AI (em inglês artificial intelligence), é um conjunto de ferramentas digitais que permite que sistemas eletrônicos simulem “inteligência e comportamentos humanos”, por meio de análise e compreensão de dados e seus padrões. 

De forma resumida, falar em Inteligência Artificial é pensar na capacidade, cada vez mais avançada, de máquinas e dispositivos gerarem interações dos mais diferentes tipos, para os mais diferentes fins, com base em dados coletados de fontes variadas. 

O objetivo da IA é atuar para além da observação simples desses dados e da programação de ordens específicas.É ser capaz de perceber o ambiente ao qual se está inserida, para gerar resultados significativos, de forma independente, e totalmente conectada com esse universo enorme de dados.

Para isso, são usados Machine Learning, Deep Learning, Processamento de Linguagem Natural, dentre outros avanços tecnológicos.

A Inteligência Artificial se empenha, portanto, na possibilidade de dar às máquinas a habilidade de reproduzir competências, como raciocínio, planejamento, criatividade, aprendizagem e, até mesmo, interações humanas.

Aqui, é importante ressaltar que mesmo que esse termo tenha se popularizado nos últimos anos, como identificado pelo Google Trends nas pesquisas no Google sobre IA que cresceram 4 vezes nos últimos 5 anos, a Inteligência Artificial já foi cunhada há algum tempo. 

Mais exatamente, falou-se pela primeira vez nesse avanço tecnológico, mesmo que em outros contextos e condições, em 1955, quando o professor John McCarthy, de matemática do Dartmouth College, o apresentou ao mundo.

Desde então a Inteligência Artificial evolui a passos largos. Em 1960 o primeiro chatbot ganhou vida, o nome de Eliza e funções ainda limitadas de processamento da linguagem natural humana. 

Pouco tempo depois, nos anos 90, o supercomputador da IBM, chamado Deep Blue, ganhou destaque por vencer uma partida de xadrez contra o maior enxadrista da época, Garry Kasparov. 

Já atualmente, os algoritmos inteligentes permitiram uma evolução ainda mais significativa da Inteligência Artificial, que agora oferece soluções mais integradas, completas e independentes. 

Do Teste de Turing ao que vivemos hoje, a IA comprova que a tecnologia nunca para de avançar!

Dúvidas frequentes sobre inteligência artificial

Onde encontramos Inteligência Artificial atualmente? 

Você pode não perceber, mas toda a sua rotina é cercada por Inteligência Artificial. 

Os chatbots “automatizados” dos e-commerces, por exemplo, operam por meio dessa tecnologia e, assim, otimizam os processos de compra e venda do consumidor e da empresa. 

As ferramentas de personalização de oferta de conteúdo como as vistas nos streamings, pelos quais são indicados os próximos filmes, músicas e séries baseados no gosto do usuário e no que ele já assistiu/ouviu, também são parte de uma atuação da Inteligência Artificial. 

Os carros autônomos, aqueles que se locomovem sem a necessidade de um motorista, representam Inteligência Artificial.

E, além disso, outras ferramentas como a Siri, Alexa, televisores que ajustam sua imagem e som automaticamente de acordo com o ambiente no qual estão inseridos, são possíveis graças à Inteligência Artificial. 

Ou seja, ela está entre nós o tempo todo. 

A Inteligência Artificial irá substituir o trabalho humano? 

É preciso desmistificar essa pergunta! 

Apesar de simular os comportamentos e inteligência humana, a IA é desenvolvida com o objetivo de potencializar, não substituir, as relações do homem em seus vários níveis (pessoal e laboral, por exemplo). 

A partir daí, a ideia do avanço dessa tecnologia, combinada com a atuação humana, principalmente daquele profissional que entende a ciência de dados, é permitir que se haja otimização de processos, tempo para a execução funções mais criativas, uma rotina mais prática, planejada e com menores riscos, além de agilidade e ações escalonadas.

É nesse contexto que a profissão de “cientista de dados” é uma das que mais cresce no mundo, uma vez que seus representantes são capazes de contribuir com o desenvolvimento dessa potente mudança tecnológica da área da ciência da computação.

Segundo o Future of Jobs, do Fórum Econômico Mundial, a carreira de “cientista de dados” aparece em primeiro lugar na lista de profissões em alta demanda para os próximos anos. 

Enquanto isso, de acordo com o levantamento da Intera, HRtech de recrutamento digital, parte do Cubo Itaú, especialistas em Data Analytics, Data Engineer e Data Science foram os mais recrutados por empresas de inteligência de dados ao longo da pandemia, representando um crescimento de aproximadamente 485% em comparação ao mesmo período de 2020. 

Se interessou pela área? Conheça a trilha de cursos sobre Ciência de Dados da ESR

Quais os benefícios da Inteligência Artificial?

Além dos já citados anteriormente, a Inteligência Artificial pode potencializar diversas áreas fundamentais da vida humana, como a saúde.

De acordo com a European Parliamentary Research Service, a IA tem contribuído para o combate à Covid-19, por exemplo, ao ser utilizada no sistema de controle térmico em ambientes coletivos, além de auxiliar o reconhecimento da infeção por meio de radiografias computadorizadas da tomografia dos pulmões e de fornecer dados para localizar a propagação do vírus.

Outro ponto de destaque de benefícios da Inteligência Artificial, e conectado às demandas atuais, é a criação de mecanismos capazes de identificar um conteúdo falso, as chamadas fake news, combatendo a desinformação e suas consequências.

Qual a relação entre Inteligência Artificial e Ciência de Dados?

Como explicamos anteriormente, a Inteligência Artificial é possível por meio da combinação de big data, bons modelos de dados e computação em nuvem. Ou seja, ela depende integralmente de dados e da sua interpretação. 

Por isso, o profissional que domina essa ciência é tão necessário nos dias de hoje. Aliar a capacidade da máquina de reproduzir comportamentos humanos às expertises de profissionais da área, é o que garantirá a constante evolução dessa tecnologia. 

Se você chegou ao final desse conteúdo com interesse em se destacar nesse segmento da tecnologia, comece a sua especialização. Conheça a trilha de cursos sobre Ciência de Dados da ESR.

0 0 votações
Article Rating
Inscrever
Notificar
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários
0
Adoraria seus pensamentos, por favor, comente.x
()
x