O que é e como aprender lógica de programação de uma vez por todas

Lógica de programação

Entre as habilidades técnicas iniciais que os desenvolvedores precisam conhecer, a lógica de programação talvez seja a mais importante. Isso porque ela representa o elemento essencial para organizar, de maneira coerente e objetiva, uma sequência de ações para um algoritmo executar. Ou seja, é a base de qualquer programação.

De forma geral, dizemos que a lógica de programação ou lógica computacional refere-se a uma técnica de desenvolver sequências lógicas, a fim de obter um resultado específico. As sequências, por sua vez, são adaptadas para as linguagens de programação para, a partir daí, se traduzirem em comandos de ação para as máquinas.

Nesse contexto, sabendo que um computador entende qualquer instrução de maneira literal, a lógica de programação atua como uma moldura didática que orienta a máquina a seguir pelo caminho desejado pelo programador. 

Tal relação prática se dá por meio do algoritmo, que é um fluxo computacional criado para resolver um problema ou, em outras palavras, um roteiro que detalha os procedimentos necessários para a realização ou resolução de uma atividade. 

Existem algumas formas de representar tais algoritmos, e a escolha delas depende do projeto a ser elaborado e da preferência do desenvolvedor. É o caso:

  • Da descrição narrativa; 
  • Do fluxograma convencional;
  • Do pseudocódigo ou da linguagem estruturada (nesse caso, não se trata de uma linguagem de programação. É uma estrutura mais simples, similar à escrita humana e indicada para desenvolvedores iniciantes que ainda não dominam sintaxe).

Exatamente por performar como uma base objetiva de instruções para uma máquina funcionar é que a lógica de programação é tão importante para quem deseja começar nessa carreira. 

Neste artigo, vamos conversar sobre os principais tópicos acerca desse tema, além de indicar quatro passos para você dar o start nos estudos da área.  

➡️ Leia também: 8 dicas para iniciar na carreira de programação em 2024

Quais são os conceitos básicos da lógica de programação?

Como dissemos anteriormente, a lógica de programação representa uma das habilidades primárias da programação, que permite que o programador estruture seu raciocínio e projetos em comandos específicos (códigos) para conseguir se comunicar com a máquina. 

Nada mais é, portanto, do que a materialização de um raciocínio lógico. Porém, para dominar esse know-how, é necessário compreender os conceitos básicos por trás da lógica de programação. 

1) Algoritmos

De acordo com Manzano, autor do livro “Lógica para desenvolvimento de programação para computadores”, algoritmos “são conjuntos de passos finitos e organizados que, quando executados, resolvem um problema”.

Dessa forma, caracterizam-se por serem a receita que guia o computador na execução de tarefas. Por exemplo, um algoritmo simples para somar dois números pode ser expresso assim: 

1. Iniciar 

2. Receber o primeiro número (a)

3. Receber o segundo número (b) 

4. Somar a e b e armazenar o resultado

5. Exibir o resultado

6. Fim

2) Estruturas de repetição 

As estruturas de repetição permitem que um conjunto de instruções seja executado várias vezes, otimizando os processos da comunicação e da máquina.

Imagine a tarefa de imprimir os números de 1 a 5. Com uma estrutura de repetição, podemos fazer isso de forma mais eficiente:

1. Iniciar

2. Para cada número de 1 a 5 faça 

3. Imprimir número 

4. Fim

3) Variáveis, constantes e tipos de dados

As variáveis armazenam dados durante a execução de um programa. As constantes são valores fixos que não mudam. Já os tipos de dados definem a natureza dos valores que as variáveis podem armazenar, como inteiros, decimais ou caracteres.

Esses elementos são importantíssimos para padronizar a informação em uma estrutura de lógica de programação, pois cada um deles associa um comando específico para a máquina.

Analogamente, vamos considerar uma situação na qual você está desenvolvendo um programa para calcular a área de um círculo. Nesse cenário, você usaria variáveis para armazenar o raio e o resultado, uma constante para representar π (pi) e tipos de dados para garantir que as informações sejam tratadas corretamente.

4) Operadores e condicionais

Quando se fala em operadores na perspectiva da lógica de programação, abordam-se os símbolos que realizam operações em variáveis e valores. 

Enquanto isso, as condicionais permitem que o programa tome decisões com base em condições específicas. 

Por exemplo, se você estiver desenvolvendo um programa para verificar se uma pessoa é elegível para votar, utilizará operadores e condicionais, criando uma lógica simples:

  • # Operadores = 20 
  • #Condicionais
Se idade >= 18 então
Imprimir (“Você é elegível para votar.”) 

senão 

se idade < 18 então 
Imprimir (“Você não pode votar ainda.”)
➡️ Leia também: As habilidades mais valorizadas no mercado de trabalho de Tecnologia da Informação

Por que aprender lógica de programação? 

Se você deseja ingressar no mercado de programação, a lógica de programação é a porta de entrada. A aprendizagem desse tópico é fundamental, pois permite que os indivíduos compreendam e resolvam problemas de maneira estruturada, traduzindo conceitos abstratos em “instruções passo a passo” que são compreensíveis pelo computador. 

Ao dominarem esses conceitos, os programadores iniciantes ganham a habilidade de projetar soluções lógicas para uma ampla variedade de desafios, preparando o terreno para a aprendizagem de linguagens de programação específicas e o desenvolvimento de aplicações práticas.

Além de ser a base essencial para a programação, a lógica de programação também fomenta a resolução de problemas de maneira mais abrangente, o que contribui para o pensamento crítico e para a potencialização da habilidade de decompor problemas complexos em partes mais gerenciáveis. 

Outro ponto de destaque que indica a necessidade dessa especialização é que, independentemente da linguagem de programação escolhida, a lógica subjacente permanece consistente. Ou seja, programadores podem se adaptar mais facilmente a novas tecnologias e ambientes de desenvolvimento ao saberem lógica de programação. 

5 dicas para começar o aprendizado em lógica de programação

1) Domine os conceitos básicos

Antes de mergulhar profundamente em linguagens de programação específicas, é crucial estabelecer uma base sólida nos conceitos fundamentais da lógica de programação. Entenda algoritmos, estruturas de controle de fluxo (condicionais e iterativas/laços), variáveis e tipos de dados. Dessa forma, você terá uma compreensão clara de como as instruções são executadas e como os dados são manipulados, formando a espinha dorsal do desenvolvimento de software.

2) Aprofunde seu conhecimento em inglês 

Investir tempo no aprimoramento da língua inglesa é crucial no mundo da programação. Mesmo que de forma gradativa e combinada com outras aprendizagens, não deixe o estudo do inglês de lado. Afinal, muitos recursos, documentação e tutoriais estão disponíveis em inglês, desse modo, ter uma compreensão sólida dessa língua facilita a navegação e a assimilação de informações. Além disso, muitas linguagens de programação também são realizadas em inglês. 

Por isso, familiarizar-se com os termos técnicos em inglês não apenas enriquece sua compreensão dos conceitos, mas também amplia significativamente os recursos educacionais acessíveis a você.

3) Pratique regularmente

A prática constante é essencial para desenvolver suas habilidades em lógica de programação. Resolva problemas práticos, participe de desafios de programação on-line e projete pequenos programas.

Quanto mais você executa, mais confortável fica com a aplicação dos conceitos, evoluindo com a capacidade de pensar de maneira lógica para resolver problemas complexos.

4) Explore estruturas de dados

Além de compreender os conceitos básicos, familiarize-se com diferentes estruturas de dados, como listas, pilhas e filas. Saber como organizar e acessar dados de maneira eficiente é crucial para o desenvolvimento de programas eficazes. 

Assim, experimente implementar essas estruturas em sua prática cotidiana para ganhar experiência.

5) Participe de comunidades e projetos colaborativos

Essa é uma das dicas mais importantes para a assimilação do que é lógica de programação e em seu aprendizado. Engajar-se em comunidades de programação e colaborar em projetos compartilhados é uma maneira valiosa de aprender. Por meio dessa prática, você pode dividir conhecimento, obter feedback e observar como outros programadores abordam problemas. Além disso, a exposição a diferentes perspectivas e estilos de codificação enriquece sua compreensão da lógica de programação e proporciona uma aprendizagem mais holística.

➡️ Leia também: Que curso de tecnologia é feito para mim? Conheça as Trilhas ESR e descubra sua jornada de aprendizagem ideal

Escola Superior de Redes: a melhor escolha para o ensino e a aprendizagem de programação

Neste conteúdo você aprendeu o que é e como se aperfeiçoar em lógica de programação. Este é o segundo texto de uma série exclusiva de posts sobre programação da Escola Superior de Redes, referência em ensino e consultoria para tecnologia da informação. 

No blog de abertura,  abordamos o universo das linguagens de programação (você pode ficar por dentro por aqui) e, agora, nosso próximo encontro apresentará quais delas são as mais populares para o ciclo 2023-2024.

Acompanhe a produção de nosso blogpost, além das mídias, para ficar por dentro das novidades em TI e receber informações exclusivas dos cursos da ESR e dessa coleção de artigos para desenvolvedores iniciantes!

Ei, não vá ainda! Tem ebook gratuito por aqui!!
Se você chegou ao final deste conteúdo, merece uma faixa bônus 😉 Baixe agora nosso ebook gratuito sobre o universo das Linguagens da Programação!

> conceitos básicos sobre programação 
> principais linguagens utilizadas no mercado de trabalho 
> passo a passo para começar a sua carreira e muito mais. 
0 0 votações
Article Rating
Inscrever
Notificar
guest

0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários